All posts by Diogo Nunes

IST_2012_simbolo_thumbnail

CDI-II – Cálculo Diferencial e Integral II

Dificuldade

Média

Carga horária

No meu caso, gastei no total 47 h (em média: 3,1 h/semana)

O que se aprende?

Limites e continuidade; diferenciabilidade; derivadas parciais; integrais em diferentes espaços dimensionais. A primeira metade da matéria foca-se na diferenciabilidade e a segunda parte nos integrais. Vais trabalhar muitos conceitos novos que podem custar um pouco a perceber no início. É preciso alguma abstracção para pensar no espaço 3D e 4D (pois é!)

Devo comprar o livro?

Os apontamentos da aulas teóricas e os exercícios das práticas devem ser suficientes. Se ainda tiveres dúvidas o livro da cadeira costuma ser uma boa ajuda.

Dicas

Matemática… estudo e prática, não há muito a dizer. Atenção à segunda parte da matéria (integrais) porque é aquela onde os alunos costumam ter mais dificuldades. Se mantiveres um estudo regular consegues ter notas suficientes para passar logo por testes (sem exame). Não deixes esta cadeira por fazer.

Recursos

Página da cadeira

Teóricas, práticas, apontamentos, testes @SHELF (Cortesia: NEERCI)

Videos de Cálculo Diferencial e Integral II @ IEEE-IST Academic

IST_2012_simbolo_thumbnail

IAED – Introdução a Algoritmos e Estruturas de Dados

Cursos

LEIC & LETI

Dificuldade

Média

Carga horária

No meu caso, gastei no total 87 h (em média: 4,6 h/semana)

O que se aprende?

Nesta cadeira vais aprender a primeira linguagem de programação imperativa (a sério) e chama-se C. Na primeira parte da matéria vais ser introduzido à linguagem: quais são os tipos de dados que oferece, como se usam variáveis, vectores, ponteiros, etc. Depois de já estares à vontade com a linguagem vais falar de estruturas de dados, i.e. vais poder criar os teus próprios tipos de dados. Por fim vais aprender os principais algoritmos de ordenação (do bubblesort ao quicksort) e ser introduzido à complexidade dos algoritmos.

Devo comprar o livro?

Informação sobre os algoritmos de ordenação é abundante na internet. Acho que só há interesse em arranjar um livro para a primeira parte da matéria. Se a programação é um mundo estranho para ti ou se sentires que a aula vai rápida demais, aconselho-te a arranjar um livro. Qual? Depende: se estás habituado a programar, deves escolher o livro “The C programming language” escrito pelos próprios autores da linguagem; se tiveres mais dificuldade então deves escolher o livro “Linguagem C” do Luís Damas, pois apresenta a linguagem mais lentamente e com exercícios mais acessíveis.

Dicas

Esta é uma cadeira importante. Ao longo da licenciatura vais usar C ou linguagens que descenderam dela, por isso quando mais preparado saires desta cadeira melhor. Vai a todas as aulas práticas e faz todos os exercícios que forem propostos. Arranja um grupo activo, ou vais ter de fazer o projecto todo sozinho (o que é desnecessariamente desgastante). Esta é uma cadeiras interessante e não tem de ser difícil se estudares e praticares.

Recursos

Página da cadeira

Teóricas, práticas, apontamentos, testes @SHELF (Cortesia: NEERCI)

escrita

A Escola como um meio em vez de um fim

A escola, desde a primária à universidade, deve ser vista como uma fase. Durante essa fase cada um deve esforçar-se por perceber e interiorizar – em vez de fixar e passar nos testes – pois esses conhecimentos serão assumidos e necessários ao longo da vida profissional e não só.

Pelo caminho vamo-nos descobrindo: como somos, aquilo de que gostamos e aquilo que fazemos bem. Ao mesmo tempo devemos criar e manter hobbies. As actividades extra-curriculares sempre foram importantes para mim, pois eram momentos em que me sentia útil ao fazer parte de algo maior, onde lidava informalmente com professores e conhecia outros colegas (aqueles com quem todos os dias nos cruzamos, mas com quem nunca falamos).

A escola deve servir para aprender e crescer. O final dela não tem nada de especial. O que importa é o percurso, esse sim é particular a cada estudante e é o que os distingue.

- Diogo Nunes

Tomighty icon

Ferramentas para aplicar a técnica Pomodoro

Se não tens ou não queres andar com um pomodoro ou um despertador no bolso podes optar por várias ferramentas digitais. De seguida apresento várias ferramentas disponíveis para várias plataformas. Todas elas permitem personalizar as durações das pausas e dos momentos de trabalho, bem como (des)activar o som do tick-tack do pomodoro.

Tomighty (PC, Mac)

O meu preferido: simples, leve e com notificações sonoras e visuais! O executável pode ser descarregado em www.tomighty.org e nem sequer precisa de instalação. Além disso ainda é open-source e foi escrito em Java, pelo que não só tens acesso ao código fonte como corre em qualquer plataforma que execute Java.

tomighty

 

 

 

 

 

 

FocusBooster (Web)

Grátis e visualmente agradável, esta ferramenta pode ser utilizada online através de qualquer browser em focusboosterapp.com/live. Alternativamente pode ser instalada em Windows ou Mac através da sua aplicação baseada em Adobe AIR (requer também a instalação desta plataforma). Desvantagem, só tem notificações sonoras.

focusbooster

IST_2012_simbolo_thumbnail

FP – Fundamentos da Programação

Cursos

LEIC & LETI

Dificuldade

Média-baixa

Carga horária

No meu caso, gastei no total 124 h (em média: 6,5 h/semana)

O que se aprende?

Vais aprender a programar com a linguagem Python. Vais aprender os conceitos básicos da programação, por exemplo o que é o fluxo de controlo (if, switch, while). Vais ainda aprender as diferenças entre programação funcional, imperativa e outras.

Devo comprar o livro?

Sim, é a principal e a melhor fonte de informação. Embora o livro seja muito bom, mas depois de feita a cadeira torna-se inútil. Equaciona requisitá-lo na biblioteca ou arranjar em 2ª mão.

Dicas

Como todos os projetos, começa cedo e esclarece as dúvidas com o professor e colegas. Não deixes esta cadeira por fazer.

Recursos

Página da cadeira

Teóricas, práticas, testes @SHELF (Cortesia: NEERCI)

Dive into Python 3

Aprende python resolvendo desafios (@DEI Academy)

Aprende python resolvendo desafios (@LearnStreet)

Aprende python resolvendo desafios (@Codeacademy)

Desafios para mestre na arte de programar em python

MOOC – Learn to Program: The Fundamentals (@Coursera)

MOOC – An Introduction to Interactive Programming in Python (@Coursera)

[12/13]

Página de download da versão do Python usado em Fundamentos da Programação

Página de download do IDE usado em Fundamentos da Programação

 

IST_2012_simbolo_thumbnail

CDI-I – Cálculo Diferencial Integral I

Cursos

Geral

Dificuldade

Média

Carga horária

No meu caso, gastei no total 47 h (em média: 2,5 h/semana)

O que se aprende?

Aprofunda-se os conhecimentos matemáticos do secundário, nomeadamente derivação de funções, séries, limites e continuidade. Introduz-se ainda o conceito de integral que é o inverso da derivada.

Devo comprar o livro?

Não é preciso, os materiais do professor e as aulas teóricas são suficientes.

Dicas

Matemática… estudo e prática, não há muito a dizer. Vais trabalhar muitos conceitos novos que podem custar um pouco a perceber no início. Se mantiveres um estudo e prática regular consegues fazer a cadeira. Não deixes esta cadeira por fazer.

Recursos

Página da cadeira

Teóricas, práticas, testes @SHELF (Cortesia: NEERCI)

excel_xls

Como calcular a média da licenciatura

Para calculares a média da tua licenciatura tens de ter em conta os ECTS de cada cadeira. Para te acelerar o processo temos uma folha excel (gentilmente cedida pelo aluno André Machado) que faz esses cálculos por ti, basta introduzires as tuas notas.

Descarregar: Média Licenciatura (ficheiro excel .xls)

Nota: Se não és de LEIC precisas de alterar o nome das cadeiras e os seus ECTS. Para o fazer precisas desbloquear a folha, não te preocupes o Excel vai dizer-te como o fazer. A password é IST. Se tiveres algum problema deixa comentário.

Exercício mental

Aprende o que quiseres em 4 passos

Aprender algo novo é tão simples como descobrir como se faz e praticar, silenciosa e persistentemente, até sair bem. Diz-se que o cérebro é como um músculo. Como tal pode ser treinado e fortalecido através de estímulos regulares.

Exercício mentalTanta gente há que se inscreve no ginásio no início do ano com o desejo de tonificar o corpo. De
pois apercebem-se que isso envolve dúzias de flexões e abdominais, vezes e vezes sem conta. O esforço necessário e a falta de resultados imediatos cria desmotivação e muitos fartam-se e desistem. Precipitaram-se.

Aprender algo novo é como o desporto. Vai requerer esforço da tua parte, motivação e principalmente persistência. É um investimento a longo prazo, por isso não esperes resultados rápidos. Aqui ficam 4 dicas para aprenderes o que quiseres:

1) Procura o conhecimento

Hoje em dia não há desculpa para não encontrar a informação que pretendemos. Wikis, fóruns, Q&A sites, até mesmo sites pessoais, todos com informação preciosa e gratuita sobre praticamente tudo. Se podes pagar então podes optar por livros ou ainda frequentar um curso prático ou comprar um online (recomendo Lynda.com pela sua variedade e qualidade).

2) “Seja responsável, aprenda com moderação”

Lá porque podes aprender tudo não quer dizer que o devas fazer. Não percas tempo a aprender algo que não te vai ser útil. Se precisas de resolver um problema específico então aprende apenas o suficiente para resolver o problema, não explores o assunto a fundo (a menos que te interesse e que prevejas alguma utilidade).

3) Arranja tempo para praticar regulamente

É aqui que te vais esforçar e gastar as tuas energias. Pratica aquilo que leste ou aprende praticando! Até vais sentir as tuas conexões cerebrais a crescerem! Dependendo do tempo que tens disponível e do quanto te queres empenhar, algo entre uma hora por dia ou duas horas por semana deve chegar. Podes achar difícil manteres-te motivado, por isso vais adorar a próxima dica…

4) Cria um projeto!

Simples e eficaz, a melhor maneira de aprenderes algo novo é tornar essa experiência num projeto empolgante. Os especialistas concordam que é mais fácil aprendermos quando temos um motivo, um objetivo que queremos muito atingir. Por exemplo, eu queria aprender a fazer páginas web usando HTML por isso decidi criar uma página pessoal para expor as minhas fotos. Resultado: aprendi HTML e ainda fiquei com as minhas fotos expostas numa página espetacular.

Uma última nota, sê eficaz. Demasiadas vezes alguém (diz que) quer aprender a fazer documentários e vai à loja comprar um enorme livro para principiantes sobre como fazer documentários. O que na realidade ele devia fazer era arranjar uma câmara e começar a filmar e a experimentar. Aprende-se sempre melhor ao fazer.

Um especialista é uma pessoa que já vez todos os erros possíveis na sua área de especialidade. - Niels Bohr

…e ninguém comete erros a ler um livro.

Fonte: http://adamwestbrook.wordpress.com/2012/02/06/you-can-learn-anything-and-why-you-should-entrepreneurial-journalism-adam-westbrook/

IST_2012_simbolo_thumbnail

AL – Álgebra Linear

Cursos

Geral

Dificuldade

Média

Carga horária

No meu caso, gastei no total 65 h (em média: 3,4 h/semana)

O que se aprende?

A matéria desta cadeira assenta no conceito de “matriz”, que não é mais que um sistema de equações. A partir daí exploram-se as suas propriedades e os seus operadores.

Devo comprar o livro?

Depende. O livro é uma boa ajuda se achares os slides do professor insuficientes. O único problema deste bom livro ser caro e tornar-se inútil depois de fazeres a cadeira. Experimenta requisitá-lo na biblioteca.

Dicas

Alguns conceitos vão ser mais difíceis que outros, mas se estudares e praticares bastante, consegues. Aulas práticas são obrigatórias ir! A matéria (matrizes e suas operações, entre outras coisas) vai ser importante mais tarde no 2º ano, por isso aplica-te.

Recursos

Página da cadeira

Vídeos de Álgebra Linear @ IEEE-IST Academic

Teóricas, práticas, testes @SHELF (Cortesia: NEERCI)

MOOC – Linear Algebra @ MIT OpenCourseWare

MOOC – Coding the Matrix: Linear Algebra through Computer Science Applications @Coursera

WolframAlpha – Computational Knowledge Engine