Category Archives: Cadeiras

SIG-R – Sistemas para Informação Geo-Referenciada

Curso

MEIC

Dificuldade

Fácil

Carga horária

Cerca de 2 hora por semana.

O que se aprende?

Começa-se por aprender de que forma os seres humanos percepcionam o espaço e as relações geométricas e topológicas. De seguida são abordados diferentes tipos de sistemas de coordenadas e quais as vantagens e desvantagens de cada um para os SIG-R. Por fim são lecionados temas como a indexação e pesquisa de informação geo-referenciada bem como diversas técnicas de visualização dessa mesma informação.

Devo comprar o livro?

Não é necessário. A disciplina é lecionada a partir de diversos papers selecionados pelo docente

Autor: João Quitério
 

 

BDMI – Bases de Dados Multimédia Inteligentes

Curso

MEIC

Dificuldade

Fácil

Carga horária

Cerca de 1 hora por semana.

O que se aprende?

Aprende-se diversas formas de compressão de dados multimédia (Áudio, Imagem e Vídeo). Também são abordados métodos de indexação de conteúdos multimédia numa base de dados. Por fim são analisados casos de estudo de sistemas médicos em que os fundamentos aprendidos na cadeira são aplicados

Devo comprar o livro?

Não é necessário. Os slides são bons para acompanhar a cadeira.

Dicas

Consultar os materiais dos anos anteriores pois são muito similares aos exercícios dos trabalhos de casa.

Autor: João Quitério
 

 

SIRS – Segurança Informática em Redes e Sistemas

Curso

MEIC

Dificuldade

Difícil

Carga horária

Cerca de 6 horas por semana durante o projecto

O que se aprende?

Uma cadeira que aborda vários temas de segurança sem nunca aprofundar nenhum em particular. Porém, dada a quantidade de temas e algoritmos diferentes que são aprendidos, torna-se uma cadeira difícil de ser seguida uma vez que existe uma sucessiva alteração de contextos. Dentro dos tópicos aprendidos estão: protocolos de autenticação, gestão de chaves, escrita de código seguro, Sistemas de Detecção de Intrusos e VPNs.

Devo comprar o livro?

Não é necessário. Os slides são bons para acompanhar a cadeira.

Dicas

Apostar no projecto. Tem uma grande componente na avaliação e permite não só desenvolver algo com aplicação prática visível como também pode compensar algum deslise no exame.

Autor: João Quitério
 

 

PGRI – Planeamento e Gestão de Redes Informáticas

Curso

MEIC

Dificuldade

Média

Carga horária

Cerca de 6 horas por semana durante o projecto

O que se aprende?

Numa primeira fase aprende-se aspetos de planeamento de uma rede informática, nomeadamente, tecnologias de rede existentes, estruturas das redes informáticas e arquiteturas de protocolos Internet. Na segunda parte da cadeira são abordados temas de gestão de rede, com especial atenção na monitorização da rede com a ferramenta Cacti.

Devo comprar o livro?

Não é obrigatório mas é aconselhável. Os slides são bons para acompanhar a cadeira, mas nem sempre são suficientes

Dicas

Rever alguma da matéria da cadeira de Redes de Computadores. Existe muitos conceitos de RC que são utilizados em PGRI.

Autor: João Quitério
 

 

PADI – Plataformas para Aplicações Distribuídas na Internet

Curso

MEIC

Dificuldade

Difícil (mas muito interessante)

Carga horária

Cerca de 8 horas por semana durante o projecto

O que se aprende?

É o seguimento da cadeira de Sistemas Distribuídos. Fala-se essencialmente de sistemas distribuídos de grandes dimensões, sendo até analisados casos de estudo muito conhecidos como o Google File System. São apendidos mecanismos de replicação de informação, de sincronização de relógios entre máquinas diferentes, de sincronização de dados e de gestão de faltas, entre outros. Para além disso são abordadas as arquitecturas cliente-servidor, publish-subscribe, P2P e GRID.

Devo comprar o livro?

Não é necessário. Os slides são bons para acompanhar a cadeira.

Dicas

Apostar no projecto. Tem uma grande componente na avaliação e facilita em muito a compreensão de grande parte dos algoritmos aprendidos nas aulas teóricas.

Autor: João Quitério
 

 

SAD – Sistemas de Apoio à Decisão

Curso

MEIC

Dificuldade

Média

Carga horária

Cerca de 5 horas por semana para resolver os trabalhos de casa.

O que se aprende?

Começa-se por aprender técnicas e formas de armazenamento de dados para análise (Data Warehousing). De seguida são estudados diversos algoritmos de Data Mining. São aprendidos algoritmos de descoberta de regras de associação, de clustering e de classificação. Entre os algoritmos aprendidos encontram-se as redes bayesianas, as redes neuronais e as support vector machines.

Devo comprar o livro?

Não é necessário. Os slides são muito bons para acompanhar a cadeira

Dicas

Apostar fortemente na componente prática semanal. São exercícios muito parecidos com os que são colocados no exame final da cadeira.

Autor: João Quitério
 

 

PPlan – Procura e Planeamento

Curso

MEIC

Dificuldade

Média (devido ao projecto)

Carga horária

Cerca de 30 min por semana. Mais tempo na época do projecto

O que se aprende?

É o seguimento da cadeira de Inteligência Artificial. Faz uma revisão geral de todos os procedimentos de procura e de planeamento dados em IA. No entanto é feita uma análise mais profunda em todos eles. São também aprendidos novos algoritmos para ambas as tarefas

Devo comprar o livro?

É importante ter o livro principal da bibliografia, em especial para servir de consulta do funcionamento dos algoritmos. É o mesmo livro que é utilizado na cadeira de Inteligência Artificial de LEIC.

Dicas

Apostar fortemente na componente prática. Não só corresponde a 40% da avaliação final, como permite treinar e compreender os algoritmos estudados. Permite que no final o seu estudo seja mais fácil.

Autor: João Quitério
 

 

CDad – Centros de Dados

Curso

MEIC

Dificuldade

Fácil

Carga horária

Cerca de 30 min por semana. Na altura da preparação da apresentação e da escrita do relatório gasta-se cerca de 5 horas por semana durante 2 semanas

O que se aprende?

Começa-se por analisar o hardware dos servidores e qual a sua arquitectura. De seguida passa-se para uma aprendizagem sobre como os centros de dados são construídos e quais os pontos fulcrais para que estas infraestruturas funcionem. Por fim são abordados tópicos de virtualização de servidores.
É uma cadeira em que se aprende bastantes tópicos sem que se vá em grande profundidade em nenhum deles. A maior aprendizagem que se obtém é sobre o tópico sobre o qual incide a apresentação e respetivo relatório.

Devo comprar o livro?

Não é necessário nenhum livro.

Dicas

Escolham fazer a apresentação o mais cedo possível. Após a apresentação é só escrever um relatório relativo ao tópico da apresentação e têm a cadeira concluída rapidamente.

Autor: João Quitério
 

 

AOBD – Administração e Optimização de Bases de Dados

Curso

MEIC

Dificuldade

Média (devido ao exame)

Carga horária

Cerca de 30 min por semana. Na altura o exame é necessário mais estudo para aprender os algoritmos.

O que se aprende?

É o seguimento da cadeira de bases de dados. Aprofunda-se as técnicas de indexação e de gestão de transacções e de concorrência. Na parte de optimização aprende-se a optimizar queries, índices, esquemas da BD, o controlo de concorrência e mesmo o hardware.

Devo comprar o livro?

É importante ter o livro principal da bibliografia, em especial para servir de consulta do funcionamento dos algoritmos (o exame é com consulta). É o mesmo livro que é utilizado na cadeira de Bases de Dados de LEIC.

Dicas

Estudem as regras dos algoritmos de acordo com o livro da cadeira. Existem algoritmos que podem ter variações consoante o livro onde são consultados, o que pode levar à perda de pontos no exame (ou pelo menos a alguns problemas com a correcção do mesmo).

Autor: João Quitério
 

 

AR – Arquitecturas de Redes

Curso

LETI

Dificuldade

Médio

Carga horária

3 horas semanais de aulas teóricas 

+

2 horas semanais de aulas laboratoriais

Quanto tempo gastou em média por semana?


2 a 3 horas semanais, em média

O que se aprende?

Integrada no grupo das cadeiras de Engenharia Electrotécnica e Engenharia Informática, a cadeira de Arquitecturas de Redes é uma continuação da cadeira de Introdução às Redes de Computadores, e nela vais poder aprender mais sobre redes de computadores, assim como rever conceitos já teus conhecidos da cadeira de IRC, tais como a pilha TCP/IP, TCP, UDP, IPv6, entre outros. Irás também ter contacto com outros protocolos, tais como ATM e VoIP, entre outros.
Não te esqueças de consultar a página oficial da cadeira. Lá, poderás encontar muito mais informação sobre os mais variados aspectos da cadeira, tais como o método de avaliação, os objectivos e o programa da mesma.

Devo comprar o livro?

Como em todas as cadeiras, a bibliografia recomendada é sempre uma grande ajuda. Podes consultar a bibliografia principal da unidade curricular.

Dicas

As mesmas de sempre: Ir a todas as aulas teóricas, rever a matéria em casa e, claro está, adoptar filosofias de estudo rentáveis e que te permitam ter bom aproveitamento na cadeira. O estudo continuado é o teu melhor amigo e aliado no combate ao insucesso na cadeira, e o maior inimigo do estudo “da véspera”, que deves a todo o custo evitar. Esta é uma cadeira de grande importância na tua caminhada enquanto aluno de LETI e futuro engenheiro, então é importante que te apliques bem!
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

LD – Logística e Distribuição

Curso

MEGI

Dificuldade

Médio

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Dada a carga teórica da cadeira, para uma melhor assimilação e compreensão dos conceitos, aconselho um auto-estudo de 1,5h/semana.

O que se aprende?

Introduzir o conceito de Logística nas organizações, através de métodos de gestão logística em cadeias de abastecimento, salientando-se os principais componentes que contemplam esta gestão, desde os canais de distribuição disponíveis, aos meios de transporte ou à logística inversa.

Devo comprar o livro?

Não é necessária a aquisição do livro, uma vez que os slides apresentados nas aulas teóricas permitem um bom acompanhamento da matéria teórica.

Dicas

A frequência nas aulas práticas é bastante importante para auxiliar a resolução do projecto (elemento de avaliação). Os slides teóricos devem ser estudados aprofundadamente, pois qualquer elemento presente poderá ser alvo de avaliação.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

GAM – Gestão de Armazéns e Materiais

Curso

MEGI

Dificuldade

Médio

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Não é necessário auto-estudo desde que se frequentem as aulas práticas e teóricas. No entanto, poderá ser útil dedicar 1h/semana à assimilação dos inúmeros conceitos teóricos.

O que se aprende?

Introduzir a forma de funcionamento de um armazém, aprofundando as principais operações e tarefas aí desempenhadas, desde o projecto de concepção, ao layout, à selecção de equipamentos e à politica de gestão de materiais.

Devo comprar o livro?

Não é necessária a aquisição do livro, uma vez que os slides apresentados nas aulas teóricas permitem um bom acompanhamento da matéria teórica.

Dicas

A compreensão dos conceitos teóricos é muito importante tanto para a avaliação teórica, como para a avaliação prática e dos projectos. O método de avaliação privilegia a presença nas aulas. Aquando do estudo para o teste final, devem ser praticados os exercícios elaborados nas aulas práticas, assim como fazer uma revisão do projecto prático, que pode ser elemento de “inspiração” para algumas questões no teste.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

CAI – Controlo e Automação Industrial 

Curso

MEGI

Dificuldade

Médio

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Devido ao método de avaliação existente na cadeira actualmente (semestre 2013/14), terá se existir um auto-estudo de cerca de 1,5h/semana.

O que se aprende?

Introduzir os conceitos relacionados com a análise e projecto de sistemas de controlo e de automação em sistemas industriais de produção, no sentido de compreender quais as tecnologias vigentes e qual a perspectiva de desenvolvimento futuro.

Devo comprar o livro?

Não existe bibliografia recomendada.

Dicas

Devido à falta de material de apoio à cadeira, torna-se importante a frequência nas aulas teóricas e práticas. Adicionalmente, aquando do estudo para os testes e para os trabalhos práticos, recomendo a resolução de testes de anos anteriores e a consulta de projectos de anos anteriores.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

TM – Tecnologia Mecânica (Opção 1)

Curso

MEGI

Dificuldade

Média

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: O auto-estudo não é extremamente relevante nesta cadeira desde que se frequentem as aulas práticas e teóricas. Contudo, para o treino dos exercícios práticos deve-se dispensar cerca de 1h/semana.

O que se aprende?

Conceitos generalizados no processamento de materiais metálicos, destacando-se os fundamentos da teoria de plasticidade, atrito, desgaste e lubrificação de peças metálicas. O objectivo da cadeira passa por dotar o aluno de conhecimentos que o permitam selecionar processos de fabrico, matérias-primas e ferramentas adequadas à construção ou desenvolvimento de determinada peça/projecto.

Devo comprar o livro?

Sim, são três os livros recomendados e devem ser adquiridos para o acompanhamento da matéria, em especial o livro com exercícios resolvidos.

Dicas

O treino dos exercícios, tanto das aulas práticas como do livro recomendado, bem como a resolução de testes de outros anos, são os principais elementos para o sucesso na cadeira.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

SPO – Simulação de Processos e Operações

Curso

MEGI

Dificuldade

Média

Carga horária

Teóricas 2h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Por forma a melhor se fazer o acompanhamento da cadeira, aconselho um auto-estudo de 1,5h/semana

O que se aprende?

O objectivo da cadeira consiste em identificar, analisar e resolver problemas complexos da vida real, envolvendo elementos de incerteza e componentes estocásticos, através da utilização de modelos de fila de espera e softwares de simulação (Arena).

Devo comprar o livro?

Não, os slides apresentados nas aulas teóricas são suficientes para o acompanhamento da cadeira.

Dicas

É importante compreender os conceitos teóricos associados a cada modelo apresentado nas aulas uma vez que estes poderão ser alvo de avaliação nos testes/exames. A resolução de testes/exames de anos anteriores poderá ser uma mais-valia.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

SPQ – Síntese de Processos Químicos (Opção 1)

Curso

MEGI

Dificuldade

Média

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: O auto-estudo é parte essencial desta cadeira, pelo que devo compreender 2 a 2,5h/semana

O que se aprende?

Desenvolver técnicas e competências para a optimização de um Processo Industrial a partir de condicionantes tecnológicas e das metodologias disponíveis, especificamente a metodologia de Douglas, compreendendo uma abordagem sistematizada e hierárquica da Estratégia de Síntese de um Processo Industrial.

Devo comprar o livro?

Não, os slides apresentados nas aulas práticas e teóricas são suficientes para o com acompanhamento da disciplina.

Dicas

Apesar de ser uma cadeira trabalhosa, será relativamente fácil de acompanhar dada a forma como a matéria é exposta (isto é, graças à forma como o professor regente no actual semestre, 2013/14, a apresenta). A presença nas aulas teóricas e práticas é fundamental. Aquando do estudo dos testes, recomendo a resolução de elementos de avaliação de anos anteriores, pois o “tipo” de perguntas é na sua essência o mesmo.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

IPM – Introdução ao Projecto Mecânico

Curso

MEGI

Dificuldade

Fácil/Média

Carga horária

Teóricas 2h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Por forma a melhor se fazer o acompanhamento da cadeira, aconselho um auto-estudo de 1,5h/semana

O que se aprende?

Introdução aos conceitos subjacentes ao projecto mecânico e à selecção de materiais constituintes. Pretende-se dotar o aluno de conhecimentos para o dimensionamento de elementos mecânicos de baixa complexidade e delineamento de estratégias de selecção de materiais com base em especificações de projecto e cálculo.

Devo comprar o livro?

Sim, a aquisição do livro é importante para o sucesso na cadeira (o livro poderá ser adquirido em formato pdf, disponibilizado pelo professor).

Dicas

É uma cadeira relativamente simples de fazer, desde que se compreendam os conceitos teóricos de cada metodologia a aplicar na resolução dos exercícios.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

PCO – Planeamento e Controlo de Operações (Opção1)

Curso

MEGI

Dificuldade

Média

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: O auto-estudo deve compreender 1,5h/semana para boa assimilação dos conceitos teóricos e prática de exercícios

O que se aprende?

Introduzir os principais conceitos, metodologias e técnicas para o planeamento e controlo de operações, através da utilização de softwares que permitam modelar e optimizar problemas reais.

Devo comprar o livro?

Não, os slides apresentados nas aulas práticas e teóricas são suficientes para o com acompanhamento da disciplina.

Dicas

Os conceitos aprendidos não são completamente novos, visto ser uma cadeira que pretende complementar a disciplina de gestão de operações, pelo que será útil fazer uma breve revisão da matéria de gestão de operações. A realização de testes e exames de outros anos será uma mais-valia aquando do estudo (principalmente no que respeita a exercícios práticos).
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

GP – Gestão de Projectos

Curso

MEGI

Dificuldade

Média

Carga horária

Teóricas 3h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: Para a consolidação de conhecimentos, o auto-estudo deve ser composto por 1,5h/semana

O que se aprende?

Uma introdução aos conceitos e ferramentas utilizados na avaliação, planeamento e gestão de projectos de engenharia e gestão.

Devo comprar o livro?

Não é necessária a aquisição do livro, os slides apresentados nas aulas teóricas são suficientes para o acompanhamento da cadeira.

Dicas

Os conceitos teóricos não devem ser negligenciados, pois podem ser componente de avaliação.
 

IST_2012_simbolo_thumbnail

PE – Profissionalismo e Ética

Curso

MEGI

Dificuldade

Fácil

Carga horária

Teóricas 1h/semana
Prática 1,5h/semana
Auto- estudo: o método de avaliação em vigor (2ºSemestre 2013/14) exige a preparação de exercícios para discussão nas aulas práticas, pelo que se deve dedicar 1h/semanal a esta preparação.

O que se aprende?

Pretende-se dotar os alunos de conhecimentos sobre as questões éticas que estão inerentes ao papel de engenheiro, como elemento de ligação entre as empresas e a sociedade. Destacam-se os tópicos referentes às opções de carreira, responsabilidade profissional (para com clientes e entidades patronais) ou códigos de ética profissional.

Devo comprar o livro?

Não, os slides apresentados nas aulas práticas e teóricas são suficientes para o com acompanhamento da disciplina.

Dicas

Trata-se de uma cadeira simples desde que se frequentem as aulas práticas e teóricas e se compreenda que não existem respostas certas ou erradas na resposta a determinadas questões: o essencial é cada aluno responder conforme as suas ideias e os seus valores, justificando detalhadamente as suas opções.