Tag Archives: estudar

A plus apple

9 dicas simples para um bom aproveitamento na faculdade

Antes de mais é preciso dedicação. Aqui fica o que fiz e aconselho para ter um bom aproveitamento na faculdade:

  • Calendário onde marcava todos os prazos (entregas de projectos, testes, etc.) e anotava o que esperava fazer em cada dia.
  • Nada de jogos (desinstalei-os), muito pouco de redes sociais (menos de 30 min/semana). Neguei participar em qualquer jogo online e/ou social da moda.
  • Nada de vídeos ou canais de Youtube. Para todos os vídeos ou notícias que me pareciam interessantes eram guardados como “favoritos/marcadores” numa pasta Ler+Tarde. Quando fazia uma pausa via um desses vídeos ou notícias (leitura diferida).
  • Prioritizar cadeiras: aquelas que achava inúteis ou desinteressantes recebiam apenas o essencial de esforço horas/energia. Essas horas poupadas eram investidas nas outras.
  • Grupos de trabalho VS convívio. Tentei estar em grupos em que todos estão interessados e/ou possuem os mesmos conhecimentos. Trabalho é trabalho, conhaque é conhaque.
  • Começar trabalhos importantes com antecedência. Sempre que necessário ir a aulas de apoio com os professores.
  • Ir sempre às aulas e estar concentrado durante esse tempo (caso contrário mais vale não ir). Tomar notas que complementem os slides.
  • Dormir o necessário (depende de cada um, eu dormia pelo menos 7h) (e sim, acordava às 6h da manhã todos os dias).
  • leitura recomendada deve ser consultada e não lida, ou seja deve ser lida à medida da necessidade. Não ler tudo por antecipação.
iLOVEmath

Porquê estudar matemática e como o fazer

Porque razão devemos estudar matemática?

Aqui vão duas das melhores razões para um(a) aluno(a) do IST o fazer:

  1. É um dos melhores meios para aprender métodos para resolver problemas. Estamos a pensar com generalidade: aprender a abordar um problema como se faz em matemática, embora o problema possa não estar diretamente relacionado com matemática.
  2. É uma maneira excelente de ganharmos confiança intelectual: saber que conseguimos aprender matérias difíceis é um meio para confiarmos em nós próprios quando formos chamados a resolver problemas no mundo real.

Como devemos estudar matemática?

Pode parecer que se resolvem bem problemas sem haver necessidade de saber a teoria. Porque razão devemos perceber os teoremas?

Perceber um teorema é perceber uma propriedade geral dum objeto, é ficar na posse duma espécie de carta de navegação no mundo onde habitam esses objetos. Podemos encontrar imprevistos no caminho, obrigarem-nos a seguir outra rota, mas se percebemos o teorema, sabemos onde devemos chegar mesmo seguindo por caminhos diferentes.

Aqui vão algumas dicas sobre como perceber os teoremas e assim ganhar treino na resolução de problemas:

  1. Uma das dificuldades dos teoremas matemáticos são os símbolos gregos. Não ajuda nada não conseguir pronunciar bem delta, ou confundir phi e psi. Se é o seu caso, dedique algum tempo a estudar o alfabeto grego (com a internet isto reduz-se a uma consulta rápida). Vai ver que com o tempo começa a perceber melhor o significado do epsilon e do delta no teorema da continuidade.
  2. Acontece com frequência que num teorema pouca coisa faz sentido à primeira vista. Neste caso, é altura de passar aos exemplos. O entendimento dum pedaço de matemática (mesmo para os especialistas) nunca é completo, nem último. É sempre útil termos em vista de que o que hoje percebemos parcialmente já pode servir para resolver alguns problemas. Os exemplos podem ajudar a ganhar prática com as propriedades e completar a compreensão do que ficou meio-entendido no teorema.
  3. Ler matemática com papel e lápis na mão (também pode ser com um ipad) funciona para muitas pessoas. Inventar pequenos exemplos para nós próprios ou para os nossos colegas de estudo é um excelente teste à nossa compreensão.

Aquilo que nos pareceu um dia quase incompreensível pode tornar-se claro à luz de outros conhecimentos posteriores, eles próprios meios obscuros. É sempre bom voltar ao que se deixou meio-entendido depois de se ter tentado resolver exercícios standard. Assim, se não consegue entender completamente este teorema hoje, avance para outro tópico e volte ao teorema um dia depois.

Escrito por Ana Moura Santos
(Profª do Dep. Matemática IST)

studying

8 maneiras de melhorares o teu estudo

Come frequentemente mas em pequenas quantidades

Evita comer muito antes de estudares. Demasiada comida vai colocar o teu corpo em modo “hibernação”. Mas também não deves passar fome, por isso refeições pequenas são o aconselhável.

Estudas quando estás mais desperto

Estuda de acordo com o teu relógio biológico. Estás mais ativo durante a manhã ou durante a noite? Agenda os teus materiais mais difíceis para quando estás mentalmente no teu melhor – em termos de concentração e motivação – e os mais fáceis para as outras alturas. Vais ver que o rendimento do teu estudo vai ser muito melhor.

Bebe água frequentemente

Deves ir bebendo água durante a tua sessão de estudo, especialmente quando te sentes mais esgotado. A cafeína pode ajudar a manteres-te acordado, mas também pode aumentar a tua ansiedade – usa-a com moderação.

Não fiques demasiado confortável na tua cadeira

Escolhe uma cadeira que suporte as tuas costas. Ela deve ser confortável, mas não demasiado. Se o teu corpo estiver confortável, a tua energia é canalizada para onde interessa – o teu cérebro. Se estiveres demasiado confortável e não tiveres respeitado a 1ª regra (comido demasiado) então o mais provável é adormeceres.

Limpa da tua secretária tudo o que não interessa

A tua secretária só deve ter tudo aquilo de que necessitas para o estudo e nada mais. Tudo o que estiver lá a mais vai servir para te distrair ou para te tornar mais ansioso (objetos que te façam lembrar outros compromissos). “Mesa arrumada é mente arrumada.”

Faz uma pausa a cada hora

Tal como já referimos noutros artigos, é importante fazeres pausas quando te sentes cansado ou quando a tua concentração está a desvanecer-se. Pausas regulares ajudam-te a recarregar energias e a recuperar a concentração. Gere o tempo de trabalho versus tempo de pausa à tua maneira.

Exercita-te durante as pausas

Quando estás sentado durante muito tempo, a gravidade puxa o teu sangue para as partes inferiores do teu corpo e as tuas articulações e músculos ficam entorpecidos. Quando fazes uma pausa, faz algumas respirações profundas para enviares mais oxigénio para o teu cérebro, anda um pouco pela divisão ou faz alongamentos. Assim vais aliviar a tensão no teu corpo e ativar a circulação.

Estuda à mesma hora, no mesmo sítio

Tenta estudar sempre no mesmo sítio e se possível às mesmas horas. Desta forma não só crias uma rotina como vai fazer o teu cérebro associar determinado lugar ou hora ao estudo. Assim quando te sentares o teu cérebro já sabe o que vai fazer e já se preparou. Não subestimes o poder da psicologia.

Frustrated college student

Como aumentar o rendimento dos estudos?

Segundo especialistas, cada estudante desenvolve uma maneira de estudar diferente, no entanto nem todos alcançam o objetivo esperado. Isso acontece devido à falta de certos hábitos de estudo.

Analisando as várias formas de estudo e os resultados dos testes, chegou-se à conclusão de que os estudantes não estão a tomar os devidos cuidados na hora de estudar, impossibilitando a compreensão da matéria e, consequentemente, os bons resultados nos testes.

Para que isso não te aconteça, segue-se uma pequena lista de coisas que podes fazer tanto nas aulas, como na hora de estudares. Espero que estas dicas te sejam ajudem a melhorar o teu rendimento escolar:

Dorme o suficiente

Uma boa noite de sono é importante para manter o corpo e a mente sãos.

Mantém uma dieta saudável

Segundo uma pesquisa efetuada pela universidade de Chicago (EUA), alto teor de carbo-hidratos, fibras e alimentos de digestão lenta, como aveia, são os melhores para dar resistência e velocidade de raciocínio antes de qualquer teste/exame.

Pratica exercício físico

Tal como uma boa noite de sono, o prática regular de exercício físico é importante para manter um corpo e mente saudáveis.

Não queiras fazer tudo ao mesmo tempo

Muitos alunos insistem em estudar enquanto ouvem música ou enviam mensagens de texto aos amigos, uma pesquisa realizada pela psicóloga Nicole Dudukovic, da Trinity College (EUA), mostra que ser uma pessoa multitask pode atrapalhar, pois no meio de tantas distrações as informações são pouco retidas pelo cérebro.

Não desperdices as aulas

Tenta não te desligar das aulas, mas mais importante não as encares como um desperdício de tempo. Se pensares assim isso irá fazer com que não tires o maior proveito possível delas e com que elas se tornem ainda mais insuportáveis.

Sê curioso

Faz todas as perguntas para que tires o maior proveito das aulas e para que não fiques com a matéria “tremida”.

Faz anotações e resumos

Desta forma, aumentas as hipóteses de captares a matéria em questão de uma forma clara. Não queiras escrever rapidamente tudo o que o professor diz, deves esperar para escrever as anotações apenas quando já compreenderes completamente o assunto em questão. Para além disto, tenta relacionar a matéria com assuntos já dados anteriormente, de modo a teres uma ideia mais consolidada dos conteúdos.

Não estudes tudo de uma vez

Organiza os teus estudos. Isso irá permitir que te lembres de tudo o que aprendeste e a informação irá manter-se na tua memória  a longo prazo. Para além disso, tenta fazer pausas breves para espaireceres enquanto estudas. Desta forma irás aumentar o teu rendimento de estudo.

Existem várias técnicas para estudar de forma eficiente, uma delas é a técnica Pomodoro. O professor Paulo Carreira explica-te quais as suas vantagens e como a deves usar em apenas 6 minutos neste vídeo.

Testa-te várias vezes antes do exame

Isto ensina o cérebro a recuperar e aplicar o conhecimento memorizado. Na noite antes do exame, revê as matérias mais difíceis – segundo Dan Taylor, especialista em sono da Universidade do Norte do Texas (EUA), esta abordagem torna mais fácil o processo de memorização. Este ainda acrescenta que não devemos acordar mais cedo para estudar, pois uma boa noite de sono também auxilia a memória.

Procura ter um estudo regular

Não deixes tudo para a última. É mais fácil se fores decorando aos poucos a matéria e, no fim, fizeres uma revisão geral.

Estuda num sítio agradável

Que seja arejado, com bastante luz e onde te sintas bem.

Faz um horário de estudo

Esta técnica não resulta com todas as pessoas, mas vale a pena o esforço.

Premeia-te com os sucessos

E castiga-te com os insucessos. Esta é uma boa motivação. Se o fizeres, poderá dar-te uma maior vontade de estudares e alcançares os objetivos.

Nunca desistas

Isto é o mais importante! Por mais difícil que seja, sem trabalho nada se consegue.

 

Fontes: