Tag Archives: motivação

ceo-card

Depois da faculdade… porque não uma startup?

Tenho seguido com o crescimento da startup alemã 6wunderkinder. Porquê o ’6′? Porque é o sonho de seis pessoas tornado realidade. Esta startup foca-se em criar software (Wunderkit) que melhore a produtividade dos seus utilizadores.

Um dos colaboradores – John Doe – escreveu um artigo enriquecedor pelas suas experiências. Ele começou como estagiário (“support intern”) e foi subindo para “QA technician”, depois “Community Manager”, até “Product Marketing Manager” de um produto com 2.2 milhões de utilizadores. Essa era a sequência natural do seu esforço e dedicação.

Aqui ficam as principais ideias/experiências:

1. DON’T FOLLOW YOUR DESTINY, BUILD IT.

If my degree couldn’t bag me a career, I wanted to make my own. I wanted to create the next big thing. And what better way to get a crash course in conceptualizing, building and monetizing a product or service than to join a startup.

2. THINK DIFFERENT. LITERALLY.

So you studied audio production. So what?! Aside from your core education, what else have you learnt? What do your friends say you’re good at?

3. START AS AN INTERN.

Internships are great. They’re your gateway into a world of innovation and creation. If you’re delving into an area you’re not overly comfortable with, it’s also a great way to hit the ground running and get up to speed with the company you choose. The goal here? To prove yourself. Learn as much as you can, get involved with discussions, and do a great job – whatever it is.

4. PLANT SOME SEEDS, WATCH THEM GROW.

Start letting others know that you’re up for new challenges, and take them. I began at 6Wunderkinder as a support intern. I then became a QA technician. Then a Community Manager. Today I’m Product Marketing Manager for our collective 2.2 million users. How I did this isn’t rocket science. I asked for these things. Take a new position after your internship, live and breathe it, excel in it, and ask for more. You’ll be rewarded.

5. MEET AND GREET EVERYONE.

One thing we’re all capable of is talking to people and forging friendships. The people you meet during your time at a startup are people that can help you with many things in the future. ’6′ wunderkinder is just that – six friends that wanted to start something incredible. Keep attending networking meet ups, keep emailing fellow startups, keep tweeting your favorite founders. The friends you make here are your friends for life.

6. THE WORLD IS YOUR OYSTER.

I’m still learning. I have a way to go yet. But I know after years of hard work and the will to learn new things I’ll be ready to take the next step. Whether that’s moving onto something new, or building my own thing. The things we use every day started as simple ideas, at the hands of people that were determined to see them through. 

stay focusd

Não te distraias enquanto navegas na internet

És daquelas pessoas que vai ver o email de minuto a minuto? Ou assim que recebes um link para um vídeo do youtube vais logo vê-lo? Quanto tempo passas nas redes sociais, fazes alguma ideia? É-te difícil de resistir a estas tentações. Pois bem, para te facilitar a evitar distrações podes usar o plugin Stay Focusd.

E então o que faz esta ferramenta? Basicamente dizes-lhe que sites são distrações e qual o tempo máximo que aceitas distrair-te por dia nesses sites. Assim de cada vez que os visitas o Stay Focusd começa a contar o tempo que demoras.

Quando o tempo limite for ultrapassado o Stay Focusd simplesmente bloqueia-te o acesso ao site e mostra-te a mensagem abaixo: “Não devias estar a trabalhar?”

Para aqueles que se distraem com outras coisas que não o browser ou que não querem/podem instalar mais um plugin no browser podem simplesmente usar a técnica do “post-it motivador“.

iLOVEmath

Porquê estudar matemática e como o fazer

Porque razão devemos estudar matemática?

Aqui vão duas das melhores razões para um(a) aluno(a) do IST o fazer:

  1. É um dos melhores meios para aprender métodos para resolver problemas. Estamos a pensar com generalidade: aprender a abordar um problema como se faz em matemática, embora o problema possa não estar diretamente relacionado com matemática.
  2. É uma maneira excelente de ganharmos confiança intelectual: saber que conseguimos aprender matérias difíceis é um meio para confiarmos em nós próprios quando formos chamados a resolver problemas no mundo real.

Como devemos estudar matemática?

Pode parecer que se resolvem bem problemas sem haver necessidade de saber a teoria. Porque razão devemos perceber os teoremas?

Perceber um teorema é perceber uma propriedade geral dum objeto, é ficar na posse duma espécie de carta de navegação no mundo onde habitam esses objetos. Podemos encontrar imprevistos no caminho, obrigarem-nos a seguir outra rota, mas se percebemos o teorema, sabemos onde devemos chegar mesmo seguindo por caminhos diferentes.

Aqui vão algumas dicas sobre como perceber os teoremas e assim ganhar treino na resolução de problemas:

  1. Uma das dificuldades dos teoremas matemáticos são os símbolos gregos. Não ajuda nada não conseguir pronunciar bem delta, ou confundir phi e psi. Se é o seu caso, dedique algum tempo a estudar o alfabeto grego (com a internet isto reduz-se a uma consulta rápida). Vai ver que com o tempo começa a perceber melhor o significado do epsilon e do delta no teorema da continuidade.
  2. Acontece com frequência que num teorema pouca coisa faz sentido à primeira vista. Neste caso, é altura de passar aos exemplos. O entendimento dum pedaço de matemática (mesmo para os especialistas) nunca é completo, nem último. É sempre útil termos em vista de que o que hoje percebemos parcialmente já pode servir para resolver alguns problemas. Os exemplos podem ajudar a ganhar prática com as propriedades e completar a compreensão do que ficou meio-entendido no teorema.
  3. Ler matemática com papel e lápis na mão (também pode ser com um ipad) funciona para muitas pessoas. Inventar pequenos exemplos para nós próprios ou para os nossos colegas de estudo é um excelente teste à nossa compreensão.

Aquilo que nos pareceu um dia quase incompreensível pode tornar-se claro à luz de outros conhecimentos posteriores, eles próprios meios obscuros. É sempre bom voltar ao que se deixou meio-entendido depois de se ter tentado resolver exercícios standard. Assim, se não consegue entender completamente este teorema hoje, avance para outro tópico e volte ao teorema um dia depois.

Escrito por Ana Moura Santos
(Profª do Dep. Matemática IST)

Exercício mental

Aprende o que quiseres em 4 passos

Aprender algo novo é tão simples como descobrir como se faz e praticar, silenciosa e persistentemente, até sair bem. Diz-se que o cérebro é como um músculo. Como tal pode ser treinado e fortalecido através de estímulos regulares.

Exercício mentalTanta gente há que se inscreve no ginásio no início do ano com o desejo de tonificar o corpo. De
pois apercebem-se que isso envolve dúzias de flexões e abdominais, vezes e vezes sem conta. O esforço necessário e a falta de resultados imediatos cria desmotivação e muitos fartam-se e desistem. Precipitaram-se.

Aprender algo novo é como o desporto. Vai requerer esforço da tua parte, motivação e principalmente persistência. É um investimento a longo prazo, por isso não esperes resultados rápidos. Aqui ficam 4 dicas para aprenderes o que quiseres:

1) Procura o conhecimento

Hoje em dia não há desculpa para não encontrar a informação que pretendemos. Wikis, fóruns, Q&A sites, até mesmo sites pessoais, todos com informação preciosa e gratuita sobre praticamente tudo. Se podes pagar então podes optar por livros ou ainda frequentar um curso prático ou comprar um online (recomendo Lynda.com pela sua variedade e qualidade).

2) “Seja responsável, aprenda com moderação”

Lá porque podes aprender tudo não quer dizer que o devas fazer. Não percas tempo a aprender algo que não te vai ser útil. Se precisas de resolver um problema específico então aprende apenas o suficiente para resolver o problema, não explores o assunto a fundo (a menos que te interesse e que prevejas alguma utilidade).

3) Arranja tempo para praticar regulamente

É aqui que te vais esforçar e gastar as tuas energias. Pratica aquilo que leste ou aprende praticando! Até vais sentir as tuas conexões cerebrais a crescerem! Dependendo do tempo que tens disponível e do quanto te queres empenhar, algo entre uma hora por dia ou duas horas por semana deve chegar. Podes achar difícil manteres-te motivado, por isso vais adorar a próxima dica…

4) Cria um projeto!

Simples e eficaz, a melhor maneira de aprenderes algo novo é tornar essa experiência num projeto empolgante. Os especialistas concordam que é mais fácil aprendermos quando temos um motivo, um objetivo que queremos muito atingir. Por exemplo, eu queria aprender a fazer páginas web usando HTML por isso decidi criar uma página pessoal para expor as minhas fotos. Resultado: aprendi HTML e ainda fiquei com as minhas fotos expostas numa página espetacular.

Uma última nota, sê eficaz. Demasiadas vezes alguém (diz que) quer aprender a fazer documentários e vai à loja comprar um enorme livro para principiantes sobre como fazer documentários. O que na realidade ele devia fazer era arranjar uma câmara e começar a filmar e a experimentar. Aprende-se sempre melhor ao fazer.

Um especialista é uma pessoa que já vez todos os erros possíveis na sua área de especialidade. - Niels Bohr

…e ninguém comete erros a ler um livro.

Fonte: http://adamwestbrook.wordpress.com/2012/02/06/you-can-learn-anything-and-why-you-should-entrepreneurial-journalism-adam-westbrook/